slideshow 1 slideshow 2 slideshow 3 slideshow 4 slideshow 5 slideshow 6 slideshow 7 slideshow 8 slideshow 9 slideshow 10 slideshow 11 slideshow 12 slideshow 13 slideshow 14 slideshow 15 slideshow 16 slideshow 17 slideshow 18 slideshow 19 slideshow 20

Seu Gricério, primeiro morador da comunidade, volta para o Tupé

Captura_da_tela.png

Como já dizia o ditado popular, “o bom filho à casa torna”. É na perspectiva de voltar a morar na comunidade São João, depois de cinco anos afastado, que o morador mais antigo da comunidade, seu Gricério Luis Ferreira, 86 anos, afirma ser o Tupé um dos lugares mais bonitos que conheceu em sua vida. Natural do Ceará e depois de morar no Rio Grande do Norte, Gricério conta que chegou em Manaus em 1943 para trabalhar como soldado da borracha. Foi estivador, trabalhou em olaria, foi pescador.

Comunitário pode ganhar em torno de R$ 17,00 por hora no projeto tanque-rede

Ficou comprovado pelo projeto Biotupé que as famílias que trabalham no projeto tanque rede podem ganhar em média R$ 17,00 por hora de trabalho. A reunião onde foi apresentado esse resultado aconteceu no último dia 07 e teve como objetivo fazer uma prestação de contas para os comunitários e mostrar o lucro que as famílias podem ganhar se realmente se empenharem e se dedicarem a esta atividade.

Ensino Médio chega a Comunidade São João

Por Douglas Reis, Francimar Barbosa,
Luiz Marinho e Aline Batista

Chegou este mês em nossa comunidade o tão esperado ensino médio. São 25 estudantes matriculados que assistem aula por meio de telão, com transmissão via satélite. Essa novidade faz parte do “Projeto Ensino-médio Presencial com Mediação Tecnológica”, implantado pela Secretaria de Educação do Estado – SEDUC.

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer